| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • You already know Dokkio is an AI-powered assistant to organize & manage your digital files & messages. Very soon, Dokkio will support Outlook as well as One Drive. Check it out today!

View
 

Lariane dos S R

Page history last edited by PIBID UERGS ALEGRETE 8 years, 6 months ago

http://uergspedagogiaalegrete.pbworks.com/w/file/fetch/98322336/logofinalpng.png

Plano de Intervenção Pedagógica

 

Data: 18 de novembro de 2015

 

Dados de Identificação:

Escola: EMEB Francisco Carlos

Professor (a): Rochele Ribeiro

Pibidiano (as/os): Denise Goulart, Lariane dos Santos

Ano: 2015/2

Turma: 12

Período: das 15h30min às 17h15min

 

Tema: Trabalhando valores – Dia da consciência negra (20 de novembro)

 

Objetivos

 

Objetivo geral: Exercitar a questão dos valores agregando à data do dia da consciência negra

 

 

Objetivos específicos:

Conhecer algumas questões da cultura africana e a origem da data da consciência negra;

Promover debate e exposição de opiniões sobre o assunto;

Confeccionar atividade manual sobre o tema

 

 

Conteúdo: Conversando sobre o dia da Consciência Negra e confecção de máscaras africanas

 

Desenvolvimento do tema:

 

Conversa informal sobre o dia e origem da consciência negra;

Debate frente ao assunto do preconceito racial na atualidade;

Confecção individual de máscaras africanas

 

Avaliação:

Deve-se dar de modo satisfatório, onde as crianças possam compreender a proposta ofertada e interessar-se pela elaboração das máscaras.

 

Reflexão:

As crianças não tinham conhecimento sobre a data referida. Entretanto mostraram-se bem atentos com a atividade e o feitio das máscaras se deu com bastante sucesso. A reflexão sobre o preconceito racial gerou opiniões e relatos muito válidos para a formação de todos os presentes na sala de aula.

 

Plano de Intervenção Pedagógica

 

Data: 11 de novembro de 2015

 

Dados de Identificação:

Escola: EMEB Francisco Carlos

Professor (a): Rochele Ribeiro

Pibidiano (as/os): Denise Goulart, Lariane dos Santos

Ano: 2015/2

Turma: 12

Período: das 15h30min às 17h15min

 

Tema: Trabalhando valores – Amar... Uma necessidade

 

Objetivos

 

Objetivo geral: Resgatar e vivenciar os valores dentro do ambiente escolar, por meio de atividades lúdicas.

 

Objetivos específicos:

Incentivar os alunos a importância de promover ações de amor e bom relacionamento na sala de aula;

Discutir a respeito das atitudes presenciadas e praticadas no ambiente escolar;

Refletir sobre o comportamento para rever tais ações e fazer mudanças caso seja necessário.

 

Conteúdo: Painel “Amar... Uma necessidade

 

Desenvolvimento do tema:

-Organização da turma em dois grupos para debate entre opiniões sobre os conceitos de amar e respeitar a si mesmo e aos demais;

-Confecção de um painel ilustrado pelas crianças onde retratarão espontaneamente o conteúdo trabalhado nessa proposta.

 

Avaliação:

A intenção é que a avaliação seja satisfatória, que alcance os objetivos da intervenção, assim como se pretende que as crianças possam aproveitar, conhecer e refletir sobre o tema abordado.

 

 

Reflexão:

A atividade de reflexão, diálogo e após isso a construção do painel coletivo foi muito bem aceita pelas crianças. Ideias foram trocadas entre si, o que enriqueceu bastante a proposta. Notamos que no transcorrer das intervenções, alguns alunos que costumavam ser mais agressivos, passaram a ser comportar com bem mais tranqüilidade, sanando as finalidades do projeto sobre valores em sala de aula.

 

Plano de Intervenção Pedagógica

 

Data: 04 de novembro de 2015

 

Dados de Identificação:

Escola: EMEB Francisco Carlos

Professor (a): Rochele Ribeiro

Pibidiano (as/os): Denise Goulart, Lariane dos Santos

Ano: 2015/2

Turma: 12

Período: das 15h30min às 17h15min

 

Tema: Trabalhando valores – dinâmicas em grupo

 

Objetivos

 

Objetivo geral: Exercitar por meio de brincadeiras em grupo a relevância das virtudes e boas maneiras para uma boa convivência coletiva.

 

 

Objetivos específicos: trabalhar com atividades recreativas o trabalho em grupo, socializar com as crianças o verdadeiro sentido de respeitar e cooperar nos ambientes sociais que estamos inseridos e proporcionar às crianças o exercício dessas brincadeiras de forma divertida, trabalhando também seus aspectos cognitivos e coordenações.

Conteúdo: Atividades com dinâmicas em grupo

 

Desenvolvimento do tema:

  • Primeiramente faremos um diálogo informal com os alunos sobre o que entendem sobre respeito, cooperação e trabalho coletivo;
  • Em seguida brincaremos com a atividade “Sonhos no balão”, onde cada aluno receberá um balão e ao inflá-lo, imaginará que está depositando um sonho muito importante que deseja realizar em algum momento de sua vida. Receberão também um palito de dentes. Ao sinal dado, devem tentar estourar o balão do colega e ao mesmo tempo proteger o seu. Depois de alguns segundos, faremos a reflexão do por que tentar destruir o balão (sonho) do colega e não querer que estraguem o próprio sonho.
  • Após daremos início às outras atividades dirigidas:
  • Queima tatu: os alunos darão as mãos formando um círculo. Outros dois colegas ficarão no centro da roda, eles serão os tatus e assim devem fugir do cercado que as crianças estão formando.

 

  •  Posteriormente as crianças devem fazer a ilustração do colega, onde também devem relatar as qualidades dele e as atitudes a serem melhoradas em sala de aula.

 

 

Avaliação: Será considerada de modo satisfatório se proporcionar às crianças entretenimento e conhecimento com as atividades trazidas.

 

Reflexão:

Embora poucas crianças tenham participado da intervenção por conta do mau tempo, a atividade foi muito produtiva e rendeu muito diálogo e criatividade nos desenhos que surgiram.

 

Plano de Intervenção Pedagógica

 

Data: 21 de outubro de 2015.

 

Dados de Identificação:

Escola: EMEB Francisco Carlos

Professor (a): Rochele Ribeiro

Pibidiano (a) (as/os): Denise Goulart, Lariane dos Santos

Ano: 2015/2

Turma: 12

Período: das 15h30min às 17h15min

 

Observação:

 

Tema: A pertinência dos valores na vida escolar e social

 

Objetivos

 

Objetivo geral: Detectar as regras essenciais de convivência no ambiente escolar e nos demais espaços sociais.

 

Objetivos específicos: Refletir a relevância de praticar tais acordos; promover um diálogo sobre virtudes e quais atitudes se pode manter ou melhorar em sala de aula e permitir que as crianças elaborem as regras, assim garantindo seu comprometimento com tais combinados.

 

Conteúdo: Debatendo e exercitando valores – Varal da Boa Convivência

 

Desenvolvimento do tema:

- Organização da turma para uma roda de conversa, onde todos poderão trazer seu ponto de vista às maneiras de se comportar em sala de aula;

- Escolha em conjunto das normas para um bom relacionamento no espaço escolar;

- Após, cada aluno ilustrará um combinado usando sua criatividade;

- Enfim colocaremos as produções no Varal da Boa Convivência, para fazer uso sempre que necessário.

 

 

Avaliação:

Pretende-se que seja bem-sucedida no sentido que as crianças possam garantir conhecimentos sobre a proposta e mostrem participação na atividade oferecida.

 

Reflexão:

A primeira etapa da atividade, a roda de conversa, induziu as crianças a dialogar bastante. Foi um momento fundamental para o andamento da intervenção, já que a partir daí iniciou-se a confecção do varal baseado em suas próprias opiniões e na sua criatividade. A execução desta proposta pedagógica foi muito produtiva, superando as expectativas do planejamento dessa atividade.

 

Plano de Intervenção Pedagógica

 

Data: 23 de setembro de 2015

 

Dados de Identificação:

Escola: EMEB Francisco Carlos

Professor (a): Rochele Ribeiro

Pibidiano (a) (as/os): Denise Goulart, Lariane dos Santos

Ano: 2015/2

Turma: 12

Período: das 15h30min às 17h15min

 

Observação:

 

Tema: Festejos Farroupilhas (Resgatando os costumes)

 

Objetivos:

Objetivo geral:

Obter conhecimento dos nossos costumes e raízes da formação sócio-cultural do gaucho sul-rio-grandense.

 

Objetivos específicos:

 

-Resgatar os costumes gauchescos;

-Realizar atividades culturais;

-Explorar a história do Rio Grande do Sul.

 

Conteúdo: Contação da lenda do chimarrão e confecção desse símbolo cultural (cuia).

 

Desenvolvimento do tema:

No primeiro momento será contada a lenda para os alunos se interarem do surgimento do chimarrão para os gaúchos, através de um teatro de dedoches.

No segundo momento iremos cantar todos juntos a musica “Doce amargo do amor” (Os Mirins).

No terceiro momento será confeccionada uma cuia com rolos de papel e palitos.

 

Avaliação:

Será satisfatória se os alunos compreenderem a cultura de nosso estado e seus símbolos culturais.

 

Reflexão:


 

 

RELATÓRIO DE OBSERVAÇÃO – E.M.E. B FRANCISCO CARLOS (DENISE E LARIANE), DIAS 20 DE AGOSTO E 02 DE SETEMBRO DE 2015

 

Primeiramente houve uma reunião com a equipe diretiva da escola, supervisora, coordenadoras e bolsistas do PIBID. Após o recreio, fomos para sala de aula para ter o primeiro contato com os alunos e conhecer o andamento de sua rotina.

Percebemos que são agitados, contudo participam em conjunto das atividades propostas pela professora. Nota-se no geral um bom conhecimento da turma sobre os exercícios desenvolvidos em sala de aula. A professora titular possui um perfil bastante tranqüilo, sendo totalmente atenciosa e paciente, prestando toda a assistência que as crianças necessitam.

Constatamos também que a turma conversa bastante e alguns demonstram muita dificuldade em permanecer acomodados em seus lugares. Entretanto durante as produções pedagógicas, as crianças são cooperativas e compartilham os materiais existentes na sala para uso de recortes, colagens e para colorir.


 

PROJETO DE INTERVENÇÃO PIBID 2015/2

 

DENISE GOULART

LARIANE DOS SANTOS

 

A IMPORTÂNCIA DO RESGATE DE VALORES NO AMBIENTE ESCOLAR COTIDIANAMENTE

 

INTRODUÇÃO

No contexto escolar nos dias atuais percebemos notoriamente a falta de inserção sobre os valores no âmbito da escola. Porém se trabalhado diariamente esses aspectos podemos ter resultados efetivos para que a vivência escolar entre alunos possa ser considerado satisfatório para a realização do ensino aprendizagem e respeito mutuo entre os mesmos. O projeto tem por finalidade resgatar esses valores de forma lúdica, atrativa aos olhares dos educandos, buscando assim a integração dos mesmos para a efetivação da proposta a ser trabalhada.

 

JUSTIFICATIVA

Torna-se necessário no ambiente educacional resgatar os valores, as boas maneiras dos educandos na escola, no qual temos consciência que nada é abandonado ou esquecido, e sim tudo é retomado para a reconstrução, ampliação do que já se sabe,socializando assim o resgate do conhecimento dos valores. Porque a vida, o cotidiano, a rotina incansável nos roubam a sensibilidade, o olhar, o reconhecimento, a importância de cada detalhe e distraídos vivemos nossas vidas sem nos dar conta da falta que nos fazem as coisas simples.

 

OBJETIVO

Socializar a abordagem dos valores, trabalho que nos remete ir ao encontro das virtudes que perdemos no dia-a-dia.

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Resgatar de um modo geral os valores dentro da escola.

Motivar os alunos pela busca do respeito mutuo.

Socializar a importância do ambiente escolar na aprendizagem de cada um.

Promover atividades que permitam a valorização do afeto, da confiança, da amizade.

Adotar atitudes de respeito pelas diferenças entre as pessoas, de cooperação e de respeito.

 

METODOLOGIA

O projeto será realizado a partir das intervenções pedagógicas dentro do programa de iniciação a docência (PIBID). No primeiro momento realizaremos as observações para analisar quais pontos específicos devem ser trabalhado com mais ênfase para resgatar os valores entre os alunos. No segundo momento montaremos os planos de aula com as atividades já definidas passando para a prática dentro da sala de aula.

 

DEFINIÇÃO DE METAS

O trabalho é uma iniciativa diversificada a partir do conhecimento e questionamento da realidade, gerando assim o aprendizado de conceitos sobre valores. Esperamos que os alunos redescubram as boas maneiras e valores dentro e fora da escola, para os mesmos possam compreender os complexos dos problemas que surgem com a falta de afeto, da realização da transformação que os bons hábitos trazem no nosso cotidiano.

 

CRONOGRAMA

 

RECURSOS

 

Livros, lápis de cor, tintas, fantoches, tesoura, cola e folhas brancas.


 

 

I. Data: 11 de junho de 2015

II. Dados de Identificação: 

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Cláudia

Pibidiano: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma: 31

 

III. Tema: Oficina de artes

 

Objetivos: 

Objetivo geral: Identificar com ações práticas, a infinidade de possibilidades de cores que podem existir e ser usadas.

Objetivos específicos: conhecer, introduzir e trabalhar com as cores que são comuns ao nosso dia a dia, possibilitar outras opções de tonalidades, usar esta descoberta em posteriores atividades artísticas.

 

V. Conteúdo: Uma viagem pelo mundo das cores

 

VI. Desenvolvimento do tema:

Conversa sobre as cores mais conhecidas pelas crianças;

Identificação e registro no caderno das cores primárias, secundárias, terciárias e neutras com recortes de revistas;

Confecção de visores em celofane para visualizar o ambiente através deles.

Mistura de cores em painel para montagem de uma palheta de cores.

 

VII. Recursos didáticos: papeis celofane nas cores: azul, vermelho, verde amarelo, rosa e laranja; cartolinas, tesouras, tinta guache, pinceis, revistas e folhas brancas.

 

VIII. Avaliação: a proposta pretende ser atrativa e produtiva, que efetivamente traga conhecimento para os alunos.                                

 

IX. REFLEXÃO: 

 

 

 

 

 

 

I. Data: 21 de maio de 2015

II. Dados de Identificação: 

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Cláudia

Pibidiano: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma: 31

 

III. Tema: Oficina de artes

 

Objetivos: 

Objetivo geral: elaborar um cofre com materiais acessíveis para que as crianças sejam incentivadas a economizar financeiramente.

Objetivos específicos: transpor uma atividade manual em que as crianças façam proveito, estimulá-las a controlar suas finanças, reconhecer a importância de poupar dinheiro em uma fase de adversidades financeiras.

 

V. Conteúdo: Cofrinho organizado

 

VI. Desenvolvimento do tema: 

Diálogo aberto para os alunos debaterem sobre a atual situação econômica que vivemos;

Considerações a respeito de como é necessário e vantajoso fazer a economia do dinheiro que possuímos;

Elaboração de um cofrinho de copinhos plásticos descartáveis.

 

VII. Recursos didáticos: copos descartáveis, EVA colorido, cola quente, tenaz, tesoura, adesivos coloridos.

 

VIII. Avaliação: que as crianças entendam e aprendam de modo divertido e satisfatório este tema que será levado como proposta educativa.    

 

IX. REFLEXÃO: Os cofrinhos foram confeccionados das mais diversas formas e cada aluno o fez conforme sua criatividade e sua necessidade. Alguns alunos levaram mais tempo para concluir a atividade, recebendo o auxílio dos demais. Contudo foram totalmente interessados e participativos, inclusive aqueles que se dispersam com mais facilidade.

 

 

 

I.Data: 14 de maio de 2015

II. Dados de Identificação: 

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Claudia

Pibidiana: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma:31

 

III. Tema: Oficina de ciências

 

Objetivo geral:

Com o apoio de atividades práticas, oferecer às crianças conhecimentos sobre ciências naturais que são cotidianos em sua vida.

Objetivos específicos: Desenvolver propostas de ciências naturais sobre como o vento influencia a vida humana, vegetal e animal, realizar ações práticas para entender o tema, constatar e registrar respostas sobre a atividade.

 

V. Conteúdo: A função do vento sobre os seres vivos

 

VI. Desenvolvimento do tema: 

Mobilização da turma para o pátio da escola;

Debate para promover as informações que as crianças já possuem em relação à temática apresentada;

Balões serão inflados para determinar a ação do oxigênio em nossa vida;

Barquinhos serão confeccionados e colocados em uma bacia com água com a intenção de estudar a diferença entre brisa e vento e suas direções.

Breve produção de texto individual no caderno com as descobertas da proposta oferecida.

 

VII. Recursos didáticos: balões, caixas de fósforo, barbante, massa de modelar, palitos de dente, bacia e água.

 

VIII. Avaliação: que a ação seja atraente e proporcione divertimento, interesse e aprendizagem para as crianças.                                

 

IX. REFLEXÃO: a atividade rendeu de forma produtiva para alguns alunos. Porém para outros causou ociosidade e inquietação, pelo fato de a turma não ter o hábito de realizar atividade do lado de fora da sala de aula, assim achando uma oportunidade de desinibirem-se. Penso que outras propostas no pátio são necessárias para que entendam que atividades dirigidas também exigem organização, respeito e disciplina.

 

 

 

I. Data: 07 de maio de 2015

II. Dados de Identificação: 

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Cláudia

Pibidiana: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma:31

III. Tema: Oficina de Artes

 

IV. Objetivos: 

Objetivo geral: Oferecer uma atividade manual fazendo uso de práticas de artesanato para homenagear as mães pelo seu dia.

 

Objetivos específicos: Propor um exercício artístico manual, trabalhar as capacidades artesãs e a criatividade das crianças com técnicas artísticas com esponja de lã de aço e revistas e customização, contemplar as mães com o trabalho criado.

V. Conteúdo: Cartão presenteável ao dia das mães.

 

VI. Desenvolvimento do tema: 

Diálogo aberto tratando sobre a data do dia das mães;

Confecção de um cartão e com ele presentear sua mãe com materiais artesanais diversos e com técnicas de Bombril e revista.

 

VII. Recursos didáticos:

Cartolina, esponja de lã de aço, miçangas, cola e fitas coloridas, cola quente, botões, papel de presente, fita acetinada, revistas, lantejoulas, purpurina, lantejoulas e embalagens de plástico para guardar os cartões.

 

VIII. Avaliação:                                                          

Deverá ser aceitável, que os alunos entendam a proposta e divirtam-se e concluam com bom êxito a atividade oferecida.

 

 

IX. REFLEXÃO: A confecção dos cartões rendeu muita criatividade e disposição para criá-los, já que os alunos foram motivados pelo fato de presentear e agradecer às suas mães com algo feito por eles. Os materiais didáticos usados atraíram as crianças e a proposta pedagógica foi concluída com satisfação por elas.

 

 

 

I. Data: 30 de abril de 2015

II. Dados de Identificação: 

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Cláudia

Pibidiana: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma: 31

 

III. Tema: Oficina de ciências

 

Objetivos: 

Objetivo geral: Fazer mais presente na vivência escolar das crianças a incidência das  ciências naturais, visando a curiosidade e a redescoberta.

 

Objetivos específicos: socializar com os alunos algumas questões referentes às ciências naturais com experiências simples de realizar, trabalhar com estratégias científicas que permitam diversas maneiras de aprender e oportunizar o pensamento crítico de cada criança por meio da leitura e da escrita usando o tema de ciências.

V. Conteúdo: Trabalhando com repolho roxo.

 

VI. Desenvolvimento do tema:

- as crianças serão divididas em pequenos grupos;

- inicia-se um “jogo da forca” em que as dicas serão sobre o repolho roxo (características físicas, seus atributos...)

-leitura de algumas curiosidades científicas do repolho roxo;

- extração do suco do repolho roxo para fazer a tinta (será feita coletivamente, em que todas as crianças ajudem a despedaçar o repolho e colocar no liquidificador ainda desligado).

- registro espontâneo usando a tinta retirada do repolho roxo.

 

VII. Recursos didáticos:

Repolho roxo, liquidificador, pinceis, cotonetes, folhas brancas, quadro branco, copos descartáveis.

 

VIII. Avaliação:                                                          

Busca ser atrativa e dinâmica e que favoreça a aprendizagem e a troca de conhecimentos entre todos os presentes na sala de aula.

 

IX. REFLEXÃO: 

Todos sem exceção foram participantes em todos os passos da atividade, tanto no momento do jogo da forca como processo de trituração e separação do bagaço e do suco do repolho roxo. Boa parte das crianças expressou-se comentando o que concluíram da experiência e especialmente comparando as tintas escolares tradicionais com a que foi produzida com o repolho roxo. A pintura foi surpreendente, as crianças fizeram ilustrações espontâneas muito criativas.

 

 

 

I. Data: 16 de abril de 2015

II. Dados de Identificação:

Escola: Instituto Estadual de Educação Oswaldo Aranha

Professora: Ana Cláudia

Pibidiano: Lariane dos Santos Ribeiro

Ano: 3°

Turma: 31

 

III. Tema: Dia do Livro Infantil

 

Objetivos:

Objetivo geral:

Transpor aos alunos, atividades baseadas nas obras de Monteiro Lobato que destaquem a essencialidade da literatura e do desenvolvimento da criatividade em qualquer fase da vida humana.

 

Objetivos específicos:

Estimular a leitura,

 Exercitar e incentivar a oralidade e imaginação das crianças

 Oportunizar aos alunos a chance de expressar suas ideias, reconhecendo as mensagens trazidas nos vídeos propostos.

 

V. Conteúdo: Histórias em formato de vídeo animado da série Sítio do pica-pau amarelo: “A família do Visconde” e “A língua das formigas”.

 

VI. Desenvolvimento do tema:

- Organização da turma para a aplicação das atividades;

- Aula expositivo-dialogada para contextualizar de maneira sucinta a vida e obra de Monteiro Lobato e orientar quais os devidos cuidados a tomar para usar e manusear um livro;

- Será aberto o espaço para que os pequenos possam relatar acontecimentos ou ideias marcantes em suas vidas e que poderiam ser contados em um livro;

- Confecção de um varal literário, retratando o estudo realizado na oficina proposta.

VII. Recursos didáticos:

Folhas brancas, materiais para colorir (canetas hidrocor e fitas adesivas coloridas, lápis de cor, giz de cera, cola colorida, tinta guache), barbante e prendedores de roupa.

 

VIII. Avaliação:                                                      

A avaliação deverá ser satisfatória e contínua onde os alunos obtenham o conhecimento proposto, disseminem o que aprenderam também fora do ambiente escolar e demonstrem disposição e interesse para concluir as etapas da proposta pedagógica.

 

IX. REFLEXÃO:

A atividade oferecida foi bem aceita, porém não pode ser concluída pela questão do tempo que se esgotou. Independente deste detalhe foi dada continuidade a esta oficina no dia letivo seguinte, onde as ilustrações dos alunos ganharam destaque pela capacidade de imaginar e criar circunstâncias e argumentos inovadores com o intuito de elaborar uma história que pudesse transformar-se em um livro, sem esquecer-se da excelente aprendizagem adquirida por mim no transcorrer dos trabalhos.

 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.